Premiações da indústria do entretenimento que inspiram viagens — by Erik Sadao

untitled-3

Por Erik Sadao [diretor de marketing e atendimento]

Esta época do ano é sempre marcada pelas grandes premiações da indústria do entretenimento. Estrelas da música e do cinema desfilam nos tapetes vermelhos as últimas coleções das grandes maisons da moda, adiantando o que será tendência na próxima estação.

E nós acreditamos que filmesmúsicas e todo tipo de arte que toque o ser humano sirva de inspiração para uma viagem.

Os nossos favoritos desta temporada são:

12 Anos de Escravidão

12years

O vencedor do Oscar de melhor filme roteiro adaptado deste ano conquistou também praticamente todos os prêmios importantes pelo mundo, como o Globo de Ouro e o britânico Bafta. Ponto para os produtores que incluem o diretor Steve McQueen e Brad Pitt, que faz também um pequeno papel no longa. Solomon, interpretado pelo britânico Chiwetel Ejiofor, é um homem negro livre e culto nascido em Nova York, que vê sua vida mudar ao ser enganado e depois forçado a trabalhar como escravo no estado da Louisiana, no então preconceituoso sul do país.

E nós adoramos: Lupita Nyongo
Para nós, o grande destaque de 12 Anos de Escravidão é a atriz queniana Lupita Nyongo, em interpretação inesquecível como aafrica escrava Patsey. O papel rendeu a Lupita quase todos os prêmios importantes aos quais foi indicada. O mundo ganhou não só uma grande atriz: Lupita já é um ícone absoluto da moda ao exibir nos tapetes vermelhos os looks mais comentados desta temporada. Ela nos emociona porque exibe aquele sorriso sincero que faz com que todos que visitam o pela primeira vez o Quênia e o continente africano, se apaixonem pelo destino. 12 Anos de Escravidão e Lupita Nyongo nos inspiram a desvendar o Quênia e a Tanzânia.

Ela

1540356_1515373635355418_660859245_o

O filme do diretor e roteirista Spike Jonze, que já havia mostrado ao mundo os geniais Quero ser John Malkovich (1999), Adaptação (2002)  e Onde Vivem os Monstros (2009), tem, sem dúvida, um dos roteiros mais originais de todos os tempos. Não nos surpreende que tenha sido vencedor na categoria em diversas premiações, incluindo o Oscar e o Globo de Ouro.

E nós adoramos: as cidades do filme Ela
O filme mostra uma Los Angeles futurista, sem data certa, que nos lembra muito as modernas cidades asiáticas como Hongasia KongBeijing, Shanghai, e Tóquio. E apesar de ser estrelado por Joaquim Phoenix e Amy Adams, Ela nos marca mesmo é pela voz deliciosa de Scarlett Johansson que vive o sistema operacional Samantha no filme. Ela nos inspira a desbravar as metrópoles asiáticas ao som de The Moon Song – canção escrita por Spike Jonze e pela cantora Karen O da banda Yeah Yeah Yeahs.

Cate Blanchett, melhor atriz por Blue Jasmine

bluejasmine

A australiana Cate Blanchett levou praticamente todos os prêmios de melhor atriz desta temporada. Ao viver Blue Jasmine, no último filme de Woody Allen, Cate entrou para um seleto time de atrizes imortalizadas em filmes do diretor americano.

Blue Jasmine nos inspira a passear por San Francisco
Woody Allen é inegavelmente um ícone de Nova York. Nos últimos anos, o diretor utilizou cidades europeias como Londres,sf Barcelona, Paris e Roma como locação para seus filmes que sempre são carregados de personagens inesquecíveis. Em Blue Jasmine, Woody Allen troca a Big Apple por San Francisco e cria um dos filmes com papéis femininos mais marcantes de todos os tempos. O filme nos inspira a passear por San Francisco ao som de clássicos do jazz, o estilo preferido do cineasta norte-americano.

E na música…

lorde

Na música, o mundo inteiro se rendeu à cantora neozelandesa Lorde. Com apenas 17 anos, e hits do peso de Royals Ribs na carreira, Lorde é hoje uma das cantoras mais interessantes em atividade, e já coleciona os prêmios mais importantes da indústria musical como o Grammy e o Britt Awards.

Nós adoramos: Royals
Em tempos em que sustentabilidade e simplicidade são o novo luxo, a música Royals se torna um quase um hino para novasnz gerações – com Lorde cantando que está cansada de músicas sobre “dentes de ouro, vodka e vestidos de festa”. Lorde nos inspira a ouvir o álbum Pure Heroine inteiro em uma viagem de bike pela Nova Zelândia.

Assis ao clipe:

Para mais informações sobre viagens acesse www.teresaperez.com.br.

Leave a comment

Subscribe Scroll to Top
Visit Us On FacebookVisit Us On TwitterVisit Us On YoutubeVisit Us On PinterestCheck Our Feed