As 12 melhores cidades para fazer compras no mundo!

Em um mundo tão grande e tão cheio de opções, cada vez torna-se mais fácil cruzar fronteiras. Essa globalização nos permite adquirir novas culturas, conhecer novas tradições e, é lógico, comprar objetos que representam cada legado dentro dos limites de um país.

Pensando nisso, especialistas globais, como a empresa de merchandising de moda Donegar Serviços Criativos e Marie Bergfelt, porta-voz sênior da Global Blue, que publica a City Index Globe Shopper, identificaram as mais gratificantes experiências de compras ao redor do mundo, julgando as cidades em quatro quesitos e pontuando-os de 1 a 10 em um ótimo artigo no site da CNN Internacional.

Nova York

Nova York

1. Nova York

Locomoção: 8 / Valor: 7 / Variedade: 10 / Experiência: 10 / Total: 35

Em qual outra cidade você vê crianças correndo com sapatilhas e bolsas Tory Burch ou pode ir fazer compras de tudo possível imaginável em uma mesma rua?

“Esta cidade tem enorme diversidade de estilos e interpretações do chique”, diz a editora de moda e estilista Stella Lee.

Para algo que você não pode simplesmente encontrar no Google, Lee recomenda o showroom de Rare Vintage para “quem está de visita e em busca de uma joia única de compras para Nova York”. Lá, é possível encontrar peças que abrangem todo o último século da história da moda, além de uma grande variedade de objetos de decoração.

Tóquio

Tóquio

2. Tóquio

Locomoção: 8 / Preço: 8 / Variedade: 9 / Experiência: 9 / Total: 34

As melhores experiências de compras em Tóquio são as lojas de departamentos. Entre em uma e será atendido como um rei.

A cadeia global Isetan tem sua flagship store em Shinjuku: são oito edifícios ao longo de dois quarteirões. A loja conta com uma equipe que fala inglês, coreano e chinês, além serviço de interpretação personalizado, bem como consultores comerciais que irão aconselhá-lo sobre tudo, disponível através de reserva antecipada.

Um paraíso gastronômico, o porão tem bentôs japoneses delicados, bem como bolos e macarons franceses. Ao comprar roupas, faça uma pausa nas marcas internacionais para experimentar alguns kimonos.

As compras em Tóquio também são surpreendentemente acessíveis. De acordo com o Global Shopper Index, a cidade consta em quarto lugar como a mais barata.

Londres

Londres

3. Londres

Locomoção: 6 / Preço: 6 / Variedade: 10 / Experiência: 9 / Total: 31

O custo de vida de Londres pode parecer desanimador, mas o Globe Shopper Index destaca que a cidade supera diversas vizinhas europeias tanto em quantidade de lojas, quanto em disponibilidade de marcas nacionais e internacionais.

As compras em Londres são as mais ecléticas e internacionais, como na loja de departamentos Liberty. O espaço pode ter um exterior em estilo Tudor, mas seu estoque é contemporâneo, englobando objetos de decoração para a casa, acessórios de cozinha inteligentes e roupas de um conjunto seleto de designers locais e internacionais.

Kuala Lampur

Kuala Lampur

4. Kuala Lampur

Locomoção: 6 / Preço: 10 / Variedade: 8 / Experiência: 6 / Total: 30

Algumas vezes, o que é maior é realmente melhor. Esse é o mote que prevalece na ética de compras de Kuala Lampur.

Três dos 10 maiores centros comerciais do mundo estão na cidade, incluindo o 1 Utama, o quarto maior shopping do mundo, com mais de 650 lojas e a maior parede de escalada da Ásia, além de um enorme jardim de cumeeira, com mais de 500 espécies de plantas exóticas, uma floresta tropical interna e um aquário.

A posição de Kuala Lampur vem da combinação de lojas de alta qualidade, preços baixos e compras confiáveis durante o ano inteiro. As liquidações ainda ajudam a destacar a cidade. Este ano, a liquidação de fim de ano começou em 10 de novembro e vai até 1º de janeiro.

Paris

Paris

5. Paris

Locomoção: 6 / Preço: 6 / Variedade: 8 / Experiência: 9 / Total: 29

As melhores lojas de Paris não vendem objetos, elas vendem um estilo de vida.

O excêntrico conceito da loja Merci conta com uma seleção de produtos que se enquadra na categoria de totalmente inúteis, mas absolutamente desejáveis, como interruptores de baquelita no estilo art déco. A loja está instalada em um espaço arejado e bucólico, que inclui uma livraria de segunda mão, uma floricultura e um café. Além da linha de perfume Annick Goutal, a Merci tem coleções de roupas de Stella McCartney e Yves St Laurent, muitas vezes com grandes descontos. Já a Colette oferece preços reduzidos em bens de grife, desde vestidos Fendi até garrafas de Bling H2O, decoradas com cristais Swarovski.

E, claro, há a santíssima trindade de lojas de departamentos de Paris: o Le Bon Marché remonta a década de 1850 e é famoso para uma seção enorme de comida gourmet; a Printemps tem o maior departamento de beleza do mundo. Este ano, a loja fez uma parceria com Christian Dior para uma linha exclusiva. A extravagante Galeries Lafayette está alojada em um edifício art nouveau de sete andares com um andar inteiro dedicado a lingeries. Todas sextas-feira às 15h há um desfile de moda livre com comentários em inglês.

Hong Kong

Hong Kong

6. Hong Kong

Locomoção: 10 / Preço: 5 / Variedade: 6 / Experiência: 7 / Total: 28

Os vendedores de Hong Kong são uma espécie de perseguidores – em um bom sentido. Se você não sabe onde está indo, eles vão te indicar o caminho. Se você não sabe o que quer, eles vão te dizer. Essa ajuda obsessiva pode vir a calhar, especialmente se isso te leva a uma barganha de nível internacional!

De acordo com uma pesquisa da Globe Shopper Index de 2011, 87% dos turistas de Hong Kong fazem compras, e destes, 76% expressaram satisfação acima da média.

Para uma experiência de compras personalizada, há boutiques especiais. A Fang Fong Projects conta com moda feminina da marca local, com roupas modernas com toques asiáticos de bom gosto. Frequentada por celebridades, a KniQ tem peças únicas, como meias artisticamente rasgadas e uma seleção de moletons masculinos.

Buenos Aires

Buenos Aires

7. Buenos Aires

Locomoção: 6 / Preço: 8 / Variedade: 6 / Experiência: 7 / Total: 27

Para quem está procurando artigos de couro de altíssima qualidade, a Argentina é o destino. Fundada em Buenos Aires, em 1952, a Mocasines Guido vende sapatos de couro masculinos em três endereços na cidade. Na Calle Murillo, as calçadas são adornadas com inúmeras vitrines, oferecendo os mais variados objetos de couro, além de serviços de alfaiataria. A Murillo 666 talvez seja a mais conhecida, mas é cercada por outras 50 oficinas, um excesso útil na hora de buscar a melhor oferta.

Viena

Viena

8. Viena

Locomoção: 6 / Preço: 8 / Variedade: 3 / Experiência: 8 / Total: 25

Com alguns dos horários de fechamento mais cedo de todas as cidades do Global Shopper Index, Viena pode ser complicada para fazer compras. Porém, a cidade tem alguns dos melhores preços da Europa, ficando em segundo lugar no índice de custo total de artigos de alto padrão.

No centenário Naschmarkt, os clientes podem provar as delícias oferecidas ao longo de 1,5km cobertos por 120 vendedores de iguarias locais, como as kaiserschmarrn (panquecas) e palatschinke (crepe de queijos exóticos e frutos do mar).

Durante a época de natal, os visitantes podem se perder em meio a bolas de vidro e enfeites artesanais enquanto tomam um glühwein (receita de vinho quente germânica) nos esplendorosos e iluminados mercados natalinos de Viena, a cidade que melhor representa o sonho natalino dos contos de fadas.

Dubai

Dubai

9. Dubai

Locomoção: 6 / Preço: 6 / Variedade: 8 / Experiência: 4 / Total: 24

Um reino em miniatura, o Dubai Mall é o maior shopping do mundo em área total, com parques temáticos, uma cachoeira, fontes dançantes, pista olímpica de gelo, aquário, mercados árabes fechados e shoppings dentro do shopping, como a Galeria Lafayette da França e o primeiro Bloomingdale fora dos Estados Unidos.

O Dubai Mall também recebe anualmente o Dubai Shopping Festival entre janeiro e fevereiro. O evento é chamado de festival pelos fogos de artifício, mas o tema em questão é sobre ofertas e descontos – até 70% em eletrônicos, roupas e diversos outros itens. O festival de 2014 começa 2 de janeiro e vai até 2 de fevereiro.

Como se tudo isso não fosse o suficiente, a cidade também possui o Mall of the Emirates, com o primeiro resort de esqui indoor do Oriente Médio.

178640523

10. Madri

Locomoção: 6 / Preço: 6 / Variedade: 4 / Experiência: 7 / Total: 23

Madri é uma cidade com tantos atrativos que pode faltar tempo para compras, mas é importante notar que a cidade ocupa o terceiro lugar no Globe Shopper Index com melhores preços em itens gerais de alto padrão.

Ao procurar por itens exclusivos em Madri, a Capas Seseña é apaixonante. Fundada em 1901, a loja oferece tradicionais capas de veludo, em lã e algodão para homens e mulheres. A clientela inclui Pierce Brosnan e Hillary Clinton. Dizem os locais que Picasso teria sido enterrado vestindo uma capa da grife.

Já a Casa de Diego conta com souvenires sofisticados, mantilhas, pentes ornamentais e até castanholas, mas o que realmente chama a atenção são as obras de arte em forma de guarda-chuvas, com alça de prata gravada.

Milão

Milão

11. Milão

Locomoção: 5 / Preço: 5 / Variedade: 4 / Experiência: 8 / Total: 22

Berço de muitos dos maiores nomes da moda, como Prada, Dolce & Gabbana e Versace, não é de se admirar esta bela cidade esteja cheia de locais glamorosos e lojas refinadas.

Uma das melhores experiências de compras pode ser encontrada no Quadrilatero della Moda ou Quadrilatero d’Oro, que muitos especialistas consideram ser a mais importante zona fashion do mundo.

Os boulevards interligados são revestidos por grandes vitrines de joalherias, butiques e showrooms que oferecem mais do que roupas, mas um estilo de vida. O Il Salvagente, o mais conhecido e antigo outlet da cidade, tem três andares de produtos com desconto de até 60%, tudo organizado por tamanho e cor. Ainda assim, ninguém percebe que as peças foram compradas em uma liquidação – a moda de Milão está meses à frente das tendências em outros lugares.

Seul

Seul

12. Seul

Locomoção: 4 / Preço: 7 / Variedade: 4 / Experiência: 6 / Total: 21

A Coreia do Sul registrou mais transações de cartões de crédito por pessoa do que qualquer outro país em 2011, e todos os comerciantes são obrigados por lei a aceitar cartões de crédito, não importando o valor. Sim, isso significa que a frase “somente em dinheiro, por favor” é tecnicamente ilegal.

Isso se traduz em um estouro de lojas com uma variedade impressionante de tipos e tamanhos, desde sofisticadas lojas de departamentos até centros comerciais noturnos e ruas fashionistas, que refletem uma constante mudança da moda e tendências.

Enquanto bens de luxo estrangeiros tendem a ser mais caros – exceto no aeroporto, onde fica a primeira loja duty free Louis Vuitton do mundo – boutiques locais tendem a ser mais baratas sem perder a sofisticação.

A cidade também é uma harmoniosa combinação do antigo e da vanguarda, de acordo com o Global Shopper Index, que recomenda o Seul Folk Flea Market, o Mercado de Namdaemun e o Mercado Gyeongdong para compras de bens mais tradicionais.

 

Para mais informações sobre viagens acesse www.teresaperez.com.br.

Leave a comment

Subscribe Scroll to Top
Visit Us On FacebookVisit Us On TwitterVisit Us On YoutubeVisit Us On PinterestCheck Our Feed