Por que ir a Dubai? — by Adriana Mattar [cliente Teresa Perez]

dubai-01

Por Adriana Mattar [cliente Teresa Pere chef do Cooking Buffet, no Rio de Janeiro]

“Por que ir a Dubai?” Foi o que eu me perguntei várias vezes até finalmente decidir emitir as passagens. Eu não tive uma razão definida, estava mais ou menos no caminho de outro destino que escolhemos, mas foi a curiosidade de voar com a mítica Emirates que passou a oferecer um voo direto do Rio e eu adoro poder ir a um lugar onde nunca estive antes. Só isso.

Às vezes eu acho que viajamos basicamente para encontrar pessoas. Pessoas que não conhecemos ainda e de alguma forma podem nos conquistar, inspirar e encantar. Em Dubai encontrei o Babilon, um queniano, pai de vários filhos, que nos levou até o deserto cantando animadamente enquanto dirigia pelas dunas perigosas. Ele provavelmente nem percebeu o quanto eu gostei dele. Comemos o ótimo churrasco de cordeiro que ele nos preparou debaixo das estrelas e tomamos café com cardamomo esticados sobre os tapetes persas embasbacados com o sol vermelho que descia marcando o final de mais um dia da nossa vida. Mas esse dia foi diferente. E acho que é atrás disso que a gente vai quando se mete dentro de um avião por 14 horas rumo a um país desconhecido. Eu fui atrás do que eu nunca tinha visto.

dubai-02

Dubai é um dos sete emirados árabes. É como a união europeia só que no oriente médio. Bem, assim entendi.

As praias são lindas, de areia fina branca, água tranquila e transparente, com palmeiras enfeitando. A perfeita imagem do paraíso.Fui no inverno deles e a temperatura estava perfeita, bem fresco, mas me explicaram que passa de 50 graus centigrados no verão.

dubai-03As mulheres cobertas de burca preta e os homens vestidos de bata branca até os pés lembram que estamos em um país bem distante. Eu e minha filha de 11 anos tivemos que vestir a burca para entrar na mesquita. No final até gostei de ficar toda coberta. Passamos despercebidas. É uma sensação de certa forma muito relaxante. O oposto da nossa cultura brasileira em que as mulheres necessitam estar permanentemente atraentes para serem valorizadas.

As lojas nos grandes e luxuosos malls ficam abertas até 1h da manhã e durante várias épocas festivas por 24 horas. Um deles tem uma imensa pista de esqui que funciona o ano todo. Não há nada que não se encontre. E detalhe fundamental: tudo sem impostos. Os preços são os melhores da face da terra.

O Sheik é adorado pelo povo. As ruas são limpas e não há assaltos. Ouvi que é a maior concentração de cozinheiros do mundo. Eles vêm de toda parte do mundo, então a comida é excelente. Quero voltar para Dubai.

Para mais informações sobre viagens acesse www.teresaperez.com.br.

Leave a comment

Subscribe Scroll to Top
Visit Us On FacebookVisit Us On TwitterVisit Us On YoutubeVisit Us On PinterestCheck Our Feed