Honeymooners by Teresa Perez

A celebração do amor entre duas pessoas é algo profundamente especial nas mais diversas culturas. Quando o assunto é casamento, cada vez mais noivos têm optado por cerimônias que refletem suas próprias personalidades, mas sem deixar de lado algumas tradições que fazem deste um momento único.

Nós, da Teresa Perez, somos apaixonados por ajudar noivos a organizarem a viagem ou a cerimônia de casamento perfeita. Nossa equipe é especialista em desenhar roteiros sob medida para celebrar um dos momentos mais importantes da vida do casal. Afinal, acreditamos que a lua de mel merece ser marcada pela surpresa e por muito romantismo. Mais do que isso, é o começo de uma promessa e um aprendizado: que a celebração da vida a dois deve ser comemorada no dia a dia, não importa o lugar, não importa o momento. E tem coisa melhor do que querer isto para resto da vida? 

 

Ponta dos Ganchos Resort, em Santa Catarina, Brasil

A cultura do povo açoriano que colonizou Santa Catarina se faz presente até os dias de hoje e marca festividades e celebrações. Com os casamentos não seria diferente. Como manda a tradição, as cerimônias devem acontecer pela manhã e as festividades duram três dias. Para quem segue à risca a herança açoriana, a dança do “pau de fitas” ainda acontece nas comemorações e, uma curiosidade: nesta cultura, a noiva permanece com o nome de solteira, mesmo depois do casório.

 

Fazenda São Francisco, em Corumbau, na Bahia, Brasil

Na “Bahia de todos os santos”, muitos casais optam por homenagear a cultura afro-brasileira, que segue forte até os dias de hoje no dia a dia dos baianos. A cerimônia de casamento, marcada por muitos simbolismos, é embalada ao som de berimbau e atabaques, incenso para purificar e com o chão salpicado de folhas de pitangueira, que representam sorte e caminhos abertos para a nova vida a dois.

 

Eolo, na Patagônia, Argentina

Na Argentina, o costume da noiva jogar o buquê às convidadas é substituído pela cerimônia do “bolo com fitas”: o doce é decorado com fitas coloridas que trazem amarradas às suas pontas pequenas lembrancinhas, como pingentes, anéis e brincos. No momento em que o casal corta o bolo, as moças solteiras devem segurar as fitas e, ao puxá-las, a que encontrar um anel na ponta – diz a tradição – será a primeira a casar.

 

St. Regis, em Bora Bora, na Polinésia Francesa

Apesar de muitas das tradições terem se perdido no tempo, os casamentos na Polinésia Francesa mantém costumes que perduram por séculos. A noiva deve se vestir com o tradicional “sarongue” e top confeccionado de casca de coco. Há apresentações de músicas românticas tocadas no ukelele (típico instrumento de cordas) e danças típicas da região. Como a maioria das cerimônias é realizada na beira da praia, o casal deve estar de frente para o marcontemplando o horizonte, enquanto o padre recita os votos da união, simbolizando a eternidade.

 

Maroma, na Riviera Maya, México

Ao contrário da maior parte dos casamentos ocidentais, o branco não é a cor preferida das noivas mexicanas, que optam por cores vibrantes, como rosa-choque ou vermelho, para simbolizar a paixão que sentem. Como na maioria das celebrações mexicanas, uma pinhata – reservatório colorido recheado de doces, desenhado em forma de coração ou de um animal – é suspensa no teto da festa e deve ser quebrada com um bastão por um convidado vendado, fazendo a alegria dos presentes que recolhem os brindes.

 

Le Toiny, em St. Barth, Caribe

Em várias ilhas caribenhas, é tradição o noivo e a noiva saírem de suas casas e irem a pé até o local da cerimônia, ao som de badalos de sinos, convocando a comunidade a celebrar a felicidade do casal. Embora muitos noivos ainda enviem convites em papel, é hábito que mesmo não convidados sejam bem-vindos para assistir ao momento especial e participar dos festejos. A festa segue até o amanhecer, embalada pelo som de tambores de aço, tradicionalmente usados em músicas locais.

 

Castello del Nero, em Toscana, Itália

Segundo os costumes italianos, para ter sorte um casamento deve ser celebrado no domingo, dia santo. O uso do véu para esconder o rosto da noiva foi outro costume iniciado na Itália antiga, e tinha o supersticioso objetivo de afastar “maus espíritos” que pudessem se aproximar da moça. Já o noivo, para garantir boa sorte ao enlace, entra na igreja com um pedaço de ferro no bolso, que acredita-se afastar mau olhado.

 

Adriana, em Hvar, Croácia

Os casamentos na Croácia são sempre celebrados com muitos jogos e humor. Em uma das brincadeiras mais comuns, os pais e família da noiva tentam dificultar a chegada do noivo à igreja, colocando obstáculos e tentando “atrasá-lo” no percurso, para que ele prove o quanto quer casar com a moça. Tradicionalmente, os casamentos croatas devem acontecer somente aos sábados, dia que sela a sorte do casal para o futuro.

 

Suíça

Na Suíça, parte da diversão dos casamentos fica por conta dos convidados, que são escolhidos pelos padrinhos para apresentar performances para os noivos, como canções, poemas e peças de teatro. Após o matrimônio, quando o casal já está instalado em casa como marido e mulher, é tradição que plantem juntos um pinheiro na região, árvore que simboliza fertilidade e os filhos que estão por vir.

 

Côte d’Azur, França

Por ser um destino brindado com uma das mais belas arquiteturas do mundo, a França tem como local favorito para casamentos os inúmeros châteaux medievais encontrados por todo o país. Os castelos, alguns menores e intimistas, outros grandiosos e extravagantes, inspiram uma cerimônia digna de princesa. Além de ser palco da cerimônia, muitos châteaux servem também de acomodação para noivos e convidados, que podem estender a comemoração por vários dias.

 

Armani, em Dubai, Emirados Árabes

Dubai é símbolo da comunhão bem sucedida entre oriente e ocidente, mas mantém presente até os dias de hoje costumes e tradições árabes no seu dia a dia. Nas cerimônias de casamento, a maioria dos preparativos gira em torno da noiva, que nas semanas que antecedem o grande dia deve ser alimentada com as melhores comidas e descansar ao máximo. No dia do enlace, a pintura de henna nas mãos é obrigatória, simbolizando o novo status no relacionamento.

 

Maça Kizi, em Bodrum, Turquia

As celebrações de um casamento turco são longas: duram três dias e três noites! Os rituais – desde a preparação dos noivos para o grande dia, até a noite de núpcias do casal – são planejados por familiares e amigos. Durante os festejos, os convidados costumam presentear a noiva com objetos de ouro, que são amarrados ao vestido dela com laços vermelhos.

 

Singita Grumeti, no Serengeti, Tanzânia

Uma das tribos mais antigas da região, o povo Massai mantém quase intacta sua cultura secular, mas tem hábitos e costumes parecidos com os ocidentais quando o assunto é festa de casamento. Para a ocasião, que conta com muita dança, todas as mulheres da aldeia são convidadas a vestirem suas melhores roupas e muito ouro. A festividade é considerada um excelente momento para os solteiros conhecerem moças solteiras. Para atrair a atenção das pretendentes, os rapazes embelezam-se com uma pintura vermelha que cobre toda a cabeça, considerado sinal de elegância pelo povo.

 

Taj Exótica, em South Malé Atoll, Maldivas

Apaixonados que decidem se casar nas belas ilhas Maldivas, vivenciam um pouco da tradição que envolve a cerimônia na região. Juntos, os noivos plantam um coqueiro próximo à área da cerimônia, símbolo do forte elo que os une. Após a festa e a cerimônia, é comum que seja oferecido ao casal uma embarcação para que passem o dia velejando, desfrutando a dois da paz e serenidade trazidas com as águas.

 

Mandarin Oriental, em Tóquio, Japão

Até os dias de hoje, os casamentos no Japão são cercados pela mística do passado milenar da região. Em sua maioria, as cerimônias acontecem dentro da cultura shinto, onde a noiva deve vestir o tradicional kimono com fios dourados, ser maquiada com o rosto branco e usar uma peruca em forma de coque. Durante o enlace, que acontece em frente a um templo, os noivos bebem saquê e recebem de presente galhos de sakaki, “a árvore dos deuses”, segundo o costume popular, trazendo sorte e benção ao casal.

Para mais informações envie um e-mail para info@teresaperez.com.br ou ligue (11) 3799-4000.

Leave a comment

Subscribe Scroll to Top
Visit Us On FacebookVisit Us On TwitterVisit Us On YoutubeVisit Us On PinterestCheck Our Feed